Atendimentos Individuais

Atendimentos Individuais

Em 2 horas de duração, de forma presencial ou online, é realizada uma anamnese e o cliente escolhe um tema central a ser trabalhado e a terapeuta constrói com o cliente comandos quânticos, que eliminarão as informações que geraram o problema.

Não perca mais seu tempo, sua vida!

Clique aqui e agende seu próximo atendimento ou, se preferir, entre em contato via WhatsApp:
+55 11 98167-7794

hqi@apdelgado.com.br

Elisa Cielu

Elisa Cielu

Nossa Designer

Elisa Cielu da casa Marketing, a primeira de seu nome, Regente da Cielu Design, Maquiadora de layouts, imagens infelizes e eventuais rostos, Guardiã dos acentos e bom senso estético, Protetora de pequenas empresas, Quebradora de correntes de empreendedores, Consultora de Marketing e Mãe de gatos.

Terapeutas Integradas!

Este é uma iniciativa própria e independente de alunas formandas pelo Grupo HQI, trabalhando como Terapeutas Autorizadas, porém é importante esclarecer que NÃO SOMOS O Grupo HQI ou equipe do Prof. Sérgio Roberto Ceccato Filho, muito embora fazemos seus cursos e seguimos sua metodologia com muito apreço, respeito, carinho e dedicação. Sentimo-nos honradas pela sua visita. Entre e fique à vontade! Se preferir contato direto com o Prof. Sérgio e sua equipe, visite Grupo HQI.

Quer Ser Feliz? Seja Grato!

Quer Ser Feliz? Seja Grato!

Rolou a nossa 1a LIVE em 26.02.2018! Você viu?

Quer aumentar o seu coeficiente de felicidade na sua vida? Agradeça diariamente!

Nela, falei sobre O Poder da Gratidão, que já está mais que comprovado como um dos principais fatores para a felicidade na vida das pessoas – e, porque não dizer, “O” fator?!

Nessa live, eu pude contar sobre “7 Benefícios de Ser Grato”, segundo estudos científicos elencados numa matéria que eu li naquele dia – e que, aliás, me esqueci completamente de mencionar na live, sorry. Pude também compartilhar experiências pessoais a respeito do tema e um pouquinho do ponto de vista informacional, que é o foco do meu trabalho, enquanto Terapeuta em HQI.

Com relação à matéria, ainda bem que temos o post aqui para corrigir o deslize de não ter mencionado a fonte. A própria foi publicada na Revista Forbes, em 23/11/2014, escrita por Amy Morin. A autora é assistente social, professora universitária e psicoterapeuta. Também é escritora do livro “13 Things Mentally Strong People Don’t Do” , ou, como traduzido para o português pela Editora Sextante, “13 COISAS QUE AS PESSOAS MENTALMENTE FORTES NÃO FAZEM”.

Se quiser conhecer a matéria original direto na FONTE, em inglês, clique aqui.

A seguir, acompanhe o 7 benefícios, na ordem que mencionei na Live (diferente da matéria original):

Obs.: O texto a seguir é inspirado na matéria original, mas não é uma tradução literal! Possui pontos autorais meus. Espero que compreenda que a intenção deste trabalho foi um breve estudo sobre Gratidão, e não uma tradução.

Benefício #01 – Tá com insônia? Ser grato melhora suas condições de sono

Dormir melhor e por mais tempo é possível se você se dedicar a relembrar os fatos pelos quais pode ser grato por uns 15 minutos antes de ir para a cama. (Aproveita e leia a matéria inteira e chegue no desafio, que pode lhe ajudar nesta parte).

O estudo que demonstra isso foi publicado em 2011, na Applied Psychology: Health and Well-Being, sob o título original “Gratitude and Well‐Being: Who Benefits the Most from a Gratitude Intervention?”

Benefício #02 – Melhora na autoestima

Estudo publicado em 2014 na Applied Sport Psychology, mostrou que atletas gratos tinham maior autoestima, que é um componente importante para quem quer ter alta performance.

Na matéria original, neste item eles também comentam sobre a questão das comparações sociais, que acabei comentando na live no item seguinte.

Benefício #03 – Reduz comparações sociais

De acordo com um estudo de 2012 da University of Kentucky, pessoas mais gratas tem uma maior tendência a fazerem menos bullying, diminuindo as tendências agressivas e a sede de vingança, bem como aumentando a empatia.

E, como mencionei na live, também entendo que a gratidão pelo que temos nos faz diminuir a tendência a nos comparar social e financeiramente com o outro, dando mais valor ao que temos.

Benefício #04 – Mais relacionamentos

Além de ser uma questão de boa educação dizer “obrigado(a)” às pessoas, demonstrar apreço e reconhecimento automaticamente nos coloca um passo à frente na forma de nos relacionar, nos ajudando a fazer novos amigos. Levando em conta O Poder do Observadore podemos fazer uma LIVE só sobre isto – estamos aqui novamente exercitando o músculo da escolha consciente de olhar para o que queremos cocriar, bênçãos em nossas vidas.

Fora que aquece os corações, tanto de quem dá, quanto de quem recebe, que naturalmente se sentirá impelido a retribuir, e essa retribuição pode ser de volta a você ou a outrem, o que só faz o círculo virtuoso da Gratidão crescer e se multiplicar! E dá-lhe hormônios de bem-estar rolando solto por aí…

Benefício #05 – Melhora nossa saúde física

Segundo um estudo publicado em 2012 na Personality and Individual Differences, pessoas gratas relatam diminuição das dores, aumento na prática de exercícios, mais cuidados com a própria saúde, como check ups rotineiros, o que leva como consequência a uma maior longevidade.

Benefício #06 – Melhora também a saúde psicológica

A gratidão reduz emoções tóxicas (inveja, frustrações, ressentimentos, arrependimentos, etc).

Robert A. Emmons, Ph.D., um dos principais pesquisadores sobre gratidão, já desenvolveu diversos estudos correlacionando gratidão a bem-estar. Suas pesquisas confirmam que gratidão aumenta a felicidade e reduz a depressão. – Aliás, você já viu nosso post sobre Depressão?

Benefício #07 – Reduz o estress

Estudo publicado em 2006 na Behavior Research and Therapy, com veteranos da Guerra do Vietnã, mostrou que a gratidão aumenta a força mental e reduz o estresse, além de ser muito importante em situações pós traumáticas.

E, em 2003, estudo publicado no Journal of Personality and Social Psychology mostrou que foi apontada a gratidão como principal contribuição para a resiliência após o ataque terrorista de 11 de setembro. No geral, reconhecer as coisas boas da vida, mesmo durante períodos difíceis, ajuda a ser mais resiliente.

Não pode assistir à live?

Sem problemas, elas está bem aqui. Aproveita e fique atento(a) que teremos lives todas às 2as, ok? Te espero lá para interagir ao vivo conosco, iuuupiiii!

Experimento da SoulPancake – A Ciência da Felicidade

Comentei sobre um experimento realizado pela equipe da SoulPancake e a Ciência da Felicidade. O link do post deles e o vídeo a respeito estão aqui:

 

Post completo deles: http://soulpancake.com/portfolio_page/science-of-happiness/ 

Considerações Informacionais

Somos muito aptos a nos tornar extremamente resilientes e a ressignificar situações difíceis. Ok! Não que isto seja ruim, mas isto não elimina as informações negativas, apenas as coloca para “debaixo do tapete”, como eu mesmo costumo dizer, formando o que chamo de “tapetão” – e faço um movimento de desenhar uma montanha no ar com a mão (assistiu a live? assiste lá que você vai ver eu fazendo isso).

Então, você que já conhece a HQI, aproveite a situação para, além de ser grato(a), também fazer o seu trabalho de eliminação (limpeza) das informações que estão prejudicando o seu sistema.

Se ainda não conhece a técnica, fique de olho nas nossas palestras, workshops e cursos e aprenda como fazer o seu autotratamento. Você pode nos seguir pelas nossas redes sociais ou aqui no site, no link Eventos.

O Desafio da Gratidão

Ao final deste desafio, você terá 370 bons motivos para agradecer. Duvido que você continuará pensando da mesma forma com que pensa hoje.

  • Para começar este delicioso desafio, pegue uma folha de papel, ou o seu caderno, seu diário, ou se você é mais “geek”, mais tecnológico, talvez prefira anotar do seu aplicativo. Enfim, você já entendeu, né?;
  • Coloque a data e, nesse 1° dia, anote 5 (cinco) itens pelos quais você agradece: “Eu sou grato / Eu sou grata por…”;
  • No 2° dia, e daí por diante, leia os itens que você já escreveu e acrescente um novo item para esse novo dia;
  • Faça isso TODO SANTO DIA, por um ano e volte aqui para nos contar o quanto sua vida mudou, ou melhor, o quanto a sua visão da vida mudou. Não vale pular dias, ok? É TODO DIA, sem falhar. Mas, se falhar um, comece de novo, num pára não 😉 Vale a pena, rsrsrsrs

Uma variação dessa lista é utilizar “O Pode da Gratidão”, que seria uma jarra ou pote de vidro, plástico ou o que preferir onde você vai colocando papeizinhos com os motivos pelos quais você tem se sentido grato ou grata e vai depositando nesse pote, como se fosse um cofrinho de reconhecimento às coisas boas que acontecem na sua vida. É muito lúdico, divertido e extremamente… GRATIFICANTE! rsrs…

Dicas de pessoas para você se inspirar

[ngg_images source=”galleries” container_ids=”1″ display_type=”photocrati-nextgen_basic_thumbnails” override_thumbnail_settings=”0″ thumbnail_width=”240″ thumbnail_height=”160″ thumbnail_crop=”1″ images_per_page=”20″ number_of_columns=”0″ ajax_pagination=”0″ show_all_in_lightbox=”0″ use_imagebrowser_effect=”0″ show_slideshow_link=”1″ slideshow_link_text=”[Modo slideshow]” order_by=”sortorder” order_direction=”ASC” returns=”included” maximum_entity_count=”500″]

E você? Já agradeceu hoje?

Conta aqui nos comentários sobre quais tem sido os seus reconhecimentos.

Ou conta se tem tido dificuldades em agradecer, que a gente te ajuda a encontrar motivos 😉

Um forte e fraterno abraço e até o próximo post!

P.S.: Encontrou algum erro neste post ou conhece os links dos estudos que estão faltando linkar? Please, seremos muito gratas se você nos enviar um e-mail a contato@terapeutasintegradas.com.br, para que possamos corrigir e atualizar.
P.P.S.: Na live, me empolguei e acabei comentando que tinha a intenção de fazer lives todos os dias, mas a rotina atual não permite. Na verdade, eu quis me referir à uma vez por semana. Desde então, temos feito lives todas às 2as, às 20h ou algo perto disso, rsrsrs. Contamos com você!
Novo Nome do Projeto

Novo Nome do Projeto

Tudo muda, até ber… muda! rsrsrsrsrs

E numa metodologia quântica, de infinitas possibilidades, você acha mesmo que seria diferente?

Pois é! A HQI também mudou e deu um passinho a mais. Cresceu e agora se tornou marca registrada, vivaaaaa!!!

E, por conta dessa novidade, o nome do nosso projeto que era “Terapia de HQI” teve de ser alterado. Escolhemos como novo nome o “Terapeutas Integradas”.

O site antigo (www.terapiadehqi.com.br) ficará um pouquinho mais de tempo no ar, somente para avisar nosso público sobre essa mudança e, após essa fase de transição, será ofertado cordialmente ao detentor da marca, nosso querido amigo e Professor Sérgio Roberto Ceccato Filho, via transferência de domínio.

Nosso site oficial – e o “nosso” que me refiro aqui é à parceria das terapeutas Ana Paula Delgado (eu aqui que vos falo neste momento) e Valquíria Borbon, minha querida amiga e companheira de jornadas mil pelos multiversos a fora – passa a ser este aqui onde você se encontra, o www.terapeutasintegradas.com.br, bem como as nossas redes sociais, que tiveram seus nomes e usuários adaptados para este novo movimento.

Ah, pra ficar mais fácil, a gente até fez um vídeo explicando essa mudança. Dá uma olhada:

E, se você também é terapeuta e gostaria de se juntar a nós, envie sua mensagem para contato@terapeutasintegradas.com.br e conte-nos sobre seu trabalho, sua atuação. Quem sabe é o momento de você se juntar a nós?

Dúvidas, sugestões? Deixe seu comentário ou entre em contato pela via que preferir. Estamos de braços abertos para receber seu retorno.

Depressão

Depressão

Tanto em atendimentos como ouvindo por aí, na rua ou nas mídias, a palavra DEPRESSÃO vem cada vez mais fazendo parte do meu cotidiano e acredito que do seu também.

Fui, então, pesquisar a respeito. Encontrei no nosso querido amigo Google alguns dados que compartilho contigo. Vamos conhecer um pouco mais sobre a famigerada depressão?

O que é Depressão?

Distúrbio mental caracterizado por depressão persistente ou perda de interesse em atividades, prejudicando significativamente o dia a dia.

É muito mais comum do que se imagina: mais de 2 milhões casos por ano (no Brasil).

  • O tratamento é feito com auxílio médico
  • Médio prazo: resolve-se em questão de meses
  • Requer um diagnóstico médico
  • Não requer exames laboratoriais ou de imagem

As causas possíveis incluem uma combinação de origens biológicas, psicológicas e sociais de angústia. Cada vez mais, as pesquisas sugerem que esses fatores podem causar mudanças na função cerebral, incluindo alteração na atividade de determinados circuitos neuronais no cérebro.

A sensação persistente de tristeza ou perda de interesse que caracteriza a depressão pode levar a uma variedade de sintomas físicos e comportamentais. Estes podem incluir alterações no sono, apetite, nível de energia, concentração, comportamento diário ou autoestima. A depressão também pode ser associada a pensamentos suicidas.

A base do tratamento geralmente inclui medicamentos, psicoterapia ou uma combinação dos dois. Cada vez mais, as pesquisas sugerem que esses tratamentos podem normalizar alterações cerebrais associadas à depressão.

Fontes: Hospital Israelita A. Einstein e outros. (através da busca no Google).

Quais são os principais sintomas?

Requer um diagnóstico médico
A sensação persistente de tristeza ou perda de interesse que caracteriza a depressão pode levar a uma variedade de sintomas físicos e comportamentais. Estes podem incluir alterações no sono, apetite, nível de energia, concentração, comportamento diário ou autoestima. A depressão também pode ser associada a pensamentos suicidas.

As pessoas podem ter:
No humor: ansiedade, apatia, culpa, descontentamento geral, desesperança, mudanças de humor, perda de interesse, perda de interesse ou prazer nas atividades, solidão, tristeza, tédio ou sofrimento emocional;
No comportamento: agitação, automutilação, choro excessivo, inquietação, irritabilidade ou isolamento social;
No sono: despertar precoce, excesso de sonolência, insônia ou sono agitado;
Na cognição: falta de concentração, lentidão durante atividades ou pensamentos suicidas;
No corpo: fadiga ou fome excessiva;
Sintomas psicológicos: depressão ou repetição insistente de pensamentos;
No peso: ganho de peso ou perda de peso;
Também é comum: abuso de substâncias ou falta de apetite.

E como resolver ou tratar?

O tratamento consiste no uso de antidepressivos
A base do tratamento geralmente inclui medicamentos, psicoterapia ou uma combinação dos dois. Cada vez mais, as pesquisas sugerem que esses tratamentos podem normalizar alterações cerebrais associadas à depressão.

Fontes: Hospital Israelita A. Einstein e outros. (através da busca no Google).

Continuando na pesquisa sobre Depressão…

Antes de iniciar esta pesquisa, eu já sabia que depressão é coisa séria, não é apenas “frescura” como muitos apontavam e alguns ainda acham, e a própria HQI existe hoje por conta de um quadro diagnosticado como maníaco-depressivo do meu querido Professor Sérgio Roberto Ceccato Filho, que comum e publicamente assume que passou pela tentativa de suicídio por 3 vezes, ainda que em tratamento com psicotrópicos e excelentes profissionais. Essa vivência com o problema, tão de perto, o fez entender a profundidade dos sentimentos e perturbações que o tomavam e o quão difícil era controlá-los.

Buscando uma solução, passou a estudar terapias alternativas e começou a trilhar sua jornada, que culminaria no desenvolvimento desta metodologia de autocura consciente, chamada Homeostase Quântica Informacional. Aprendeu que é possível eliminar informações através de comandos quânticos e, hoje, podemos usufruir desta ferramenta maravilhosa que pode salvar vidas, já que casos avançados do estado depressivo pode mesmo levar a pessoa a esses extremos. Que sorte a nossa ele não ter obtido êxito em suas tentativas e ter deixado que o êxito aparecesse no caminho de sua autocura, que hoje é proporcionada a milhares de clientes satisfeitos!

A Depressão é o Acúmulo de Tristezas

Do ponto de vista da HQI, a depressão se origina do acúmulo de tristezas que, quando não eliminadas do sistema (ou seja, da pessoa), pode desencadear diversos fatores que, num círculo vicioso, vão deixando-a cada vez mais para baixo.

Na pesquisa que fiz a respeito, encontrei este vídeo que ilustra bem algumas dessas questões. Veja:

Fiquei bastante impressionada com o número de visualizações desse vídeo, com cerca de um ano de publicação (no momento da criação deste post, está em mais de 866.129 visualizações) e tanto o número quanto o teor dos comentários (mais de 2 mil), de muitos jovens identificando-se com a situação. Mais um fato que evidencia o quão essa situação tem se propagado em nossa sociedade.

A boa notícia é que tem cura, tem tratamento e, além do acompanhamento médico e psicoterapêutico, você também pode integrar ao seu protocolo a HQI livremente, sem contraindicação. Nossa conduta é sempre em conjunto com o tratamento que o cliente escolheu, apenas otimizando o caminho para a autocura. Do ponto de vista informacional, “tudo é informação”, e essa depressão também o é. Para alterar essa realidade, basta encontrarmos essas tristezas acumuladas e limpá-las com comandos quânticos para que sejam definitivamente eliminadas do seu sistema, alterando, portanto, a sua realidade. No caso, trazendo essa autocura, de uma pessoa livre de depressão e pronta novamente para uma vida feliz e plena, como todos merecemos!

Se você ou alguém que você conhece passou ou está passando por esse problema e quer resolver, entre em contato e faça o agendamento do seu horário. Seja atendido por mim mesma ou algum terapeuta parceiro que você preferir. Os atendimentos duram 2 horas e podem ser presenciais (em São Paulo) ou de forma online (via Skype ou outra ferramenta similar).

Quer conhecer mais antes de tomar sua decisão em se tratar com HQI? Que tal participar de alguma de nossas palestras, na sua cidade? Veja os próximos eventos disponíveis e venha nos dar um forte e fraterno abraço. Teremos o maior prazer em tirar suas dúvidas! Você também pode usar o chat neste site para nos contatar diretamente.

Vamos animar?

Enquanto isso, podemos nos divertir e soltar o lado criança e feliz, alegre, brincalhão com este mimo que criei: uma paródia da música “Cheguei”, da Ludmilla e que chamei carinhosamente de “A HQI chegou”.

Se joga! Tem até a letra pra você acompanhar e descer até o chão (mas, de festa e felicidade, chega de depressão! 😉 )

Letra de “A HQI Chegou”

Cheguei
Cheguei, chegando pra mudar a sua vida
Não se preocupe se você está deprimida
Não vá deixar ninguém estragar seu dia
Porque eu cheguei pra te ajudar

Eu cheguei
Cheguei, chegando pra mudar a sua vida
Não se preocupe se você está deprimida
Não vá deixar ninguém estragar seu dia
Porque eu cheguei pra lhe ajudar

Depressão é coisa séria
Tristeza acumulada
Preste atenção porque agora eu vou ensinar
A HQI resolve
Basta dizê o comando
De forma quantizada, logo vai curar

Identifique os seus traumas
Logo isso tudo vai passar
Faça a lista, limpe os fatos
Diga seus comandos pra limpar

Gostou deste post? Deixe seu comentário, compartilhe com seus amigos e familiares nas redes sociais.
Bora ajudar muita gente que está precisando?
Te espero na próxima palestra!